TECNOLOGIA | Materias da F1 inovam intervenções cirúrgicas

computadorUma parceria entre a equipa de Fórmula 1 da McLaren e a Universidade de Oxford está a providenciar apoios a cirurgiões, fornecendo-lhes ferramentas valiosas para estarem preparados para todo o tipo de cenários.

Capazes de correr mil simulações por minuto durante uma corrida, a eficaz tecnologia da F1 está a ser testada no campo da cirurgia, nomeadamente antes e depois das intervenções.

Com esta revolução tecnológica, os médicos podem prever situações como ganho ou perda de peso e outro tipo de variações na saúde de um paciente, permitindo-lhes agir em conformidade.

A monotorização do utente é conseguida através do uso de vários sensores antes e após as operações, sendo que, conforme diz o TechCrunch, não é usado qualquer tipo de dispositivo no decorrer das intervenções cirúrgicas. Isto deve-se à já grande monitorização do paciente feita por anestesistas, não havendo necessidade da integração deste sistema nessa fase.

Newsletter

Escreva-nos o seu endereço de e-mail e fique ligado a nós